EnglishPortugueseSpanish

Comissão Jovem

IOV – ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DE FOLCLORE E ARTES POPULARES

COMISSÃO JOVEM IOV  BRASIL 

 

Jovens, artistas  e amantes do Folclore e da cultura popular brasileira. 

Falar em cultura popular é, de certa forma, falar de cultura como um bem a ser comercializado. Inspiração e talento são as expressões mais comuns nesse Universo, mas é preciso que os pés caminhem bem rentes ao chão na hora de divulgar um trabalho de cultura popular. A música, as artes plásticas, o artesanato, as danças, o teatro, e a literatura são as mais conhecidas formas de manifestação artística e por trás delas estão centenas de nomes tentando chegar onde poucos conseguem: o reconhecimento do grande público.

A IOV Secção Brasil procura fazer a diferença e estar presente na vida das pessoas.   A Comissão  Jovem IOV Brasil  é um destes meios, um canal de diálogo direto da IOV  com  jovens de todo o Brasil. Precisamos capacitar nossos futuros representantes do Folclore e das culturas populares.

Nossos próximos representantes precisam estar bem preparados para atender a população, seja em suas cidades, regiões  ou no executivo da IOV Brasil ou mundial. Os encontros temáticos de estudos e apresentações de trabalhos  são voltados a todos os filiados jovens. Neste momento, um amplo debate se faz necessário para atrair novas propostas, projetos e ações dentro da IOV mundial..

Aproximar a IOV aos  jovens brasileiros é buscar junto à população maneiras de atender seus anseios e expectativas sobre as artes populares.

Estamos vivendo um momento de grande questionamento sobre o papel dos jovens (artistas populares) em nosso país.  Como membros filiados e representantes da IOV  em qualquer lugar do Brasil, precisamos combater isto, cada um fazendo a sua parte. Ainda há esperança e por este motivo a IOV Brasil convoca jovens de todos os estados, cidades ou regiões  do Brasil para criarem suas comissões de estudos  em defesa da cultura popular do nosso país.

Existem jovens preocupados em ajudar nesse processo e quem sairá ganhando será a própria juventude.

 

O JOVEM COMO PROTAGONISTA DE SEU TEMPO

Os jovens  brasileiros são muito mais que apenas consumidores, são também formadores de opinião em suas famílias e na sociedade onde vivem, mostrando que são capazes e qualificados para atuar de forma voluntária nas mais diversas áreas da IOV Brasil.

E, é neste sentido que estamos  apostando  no  foco  da nossa  proposta da  IOV Secção Brasil  em fortalecermos em tempo recorde a  Comissão IOV Jovem  no Brasil, para podermos valorizar e incluir os jovens cada vez mais nos meios da cultura popular, incentivando-os a também ocuparem espaços de comando nas Comissões jovens de todo o Brasil.

Por essência, o tema “ O TEMPO NÃO PARA” é algo que gera boas vibrações nas pessoas. Pudera, trata-se de uma preciosa fase da vida, onde buscamos nossas aspirações, metas e sonhos.

Ousadia. Essa é a palavra-chave. a Comissão Jovem  precisa impactar o interesse   dos jovens brasileiros  nesta missão da IOV mundial, 

A iniciativa de trabalhos, ações e projetos da Comissão IOV Jovem  visa repensar como o conhecimento e o aprendizado sobre as tradições dos nossos antepassados podem moldar o futuro da humanidade e do planeta. E assim divulgaremos a Missão  maior da UNESCO  “Por uma Cultura de Paz e não a violência.”

Jovens de 15 a 35 anos…  Venha ser IOV! Junte-se a nós!

 

São atribuições da Comissão  Jovem IOV Brasil:

1 – Promover a integração e participação dos jovens apreciadores do Folclore e das Artes Populares, apoiando e organizando ações que mobilizem, na instituição, questões de relevância para o desenvolvimento das atividades artísticas de culturais e/ou tradicionais, como também a difusão do Folclore do nosso Brasil.

2 – Incentivar as novas gerações para compartilhar e difundir os valores defendidos pela IOV.

3 – Preparar os  jovens para conhece a IOV e dê importância à mesma, contribuindo para o aprendizado sobre  a  herança cultural dos nossos antepassados, como passo fundamental para a formação dos jovens  que conduzirão a IOV no futuro.

4 – Incrementar a troca de experiência entre   os participantes da comissão, propiciando a eles reflexão sobre questões culturais e/ou tradicionais, abrindo espaço para a participação de  profissionais convidados  especiais  nas ações da Comissão.

5 – Estimular o estudo sobre Folclore brasileiro.

6 – Incentivar o estudo e aperfeiçoamento permanentes, por meio de palestras, seminários, simpósios, painéis, conferências, encontros, congressos e reuniões, possibilitando ao jovem da IOV Brasil assimilar diferentes experiências, inclusive com o desenvolvimento da prática, fazendo com que as dificuldades iniciais dos estudos do Folclore sejam  dinâmicas e atraentes.

7 – Conscientizar e estimular os jovens  sobre a importância do conhecimento sobre Folclore, como também o respeito ao Estatuto da  IOV, Código de Ética, regulamento geral, sendo estes os instrumentos legais que alicerçam  a Missão da IOV  no mundo.

Público-alvo:

Jovens de 15 a 25 anos de todos os estados do Brasil.

 

 

O TEMPO NÃO PARA

 

Os principais trabalhos  da Comissão  Jovem IOV Brasil serão importantes para-se:

Discutir os avanços e os desafios para o desenvolvimento e divulgação das Artes Populares Tradicionais junto à Tecnologia e Inovação nas cinco regiões do Brasil, reunindo especialistas e pesquisadores que tragam contribuições para a compreensão do nosso ambiente de inovação por meio da apresentação de trabalhos e palestras.

Precisamos nos vincular com as informações das nossas raízes culturais, não apenas disseminar  uma cultura de eventos, e sim criar um elo de compromisso com a nossa história. A expressão da identidade cultural e social de um povo, engloba folclore, cultura oral, cultura tradicional e cultura de massa.

 

 

MEMBROS  DA COMISSÃO JOVEM BRASIL:

 

 

Presidente IOV Jovem Brasil

01 – Deisi Bianca Lenz

Rio Grande do Sul – RS.

– Acadêmica de Letras – Português/Espanhol (Universidade Federal da Fronteira Sul)

– Dançarina do Grupo Folclórico Russo Troyka, Campina das Missões. 2017-2020;

– Conselheira na Organização de Jovens Compatriotas Russos no Brasil.

– Participou do Festival Mercosul de Danças Eslavas em Luís Alves – SC – 2017;

– Participação no Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis. – 2019;

– Participação no 1° Festival Mercosul em Dança, Porto Xavier, 2019;

– Participação na criação do Projeto “Cultura nas Escolas”, Campina das Missões, 2020;

– Participação do 6° Congresso Mundial de Jovens IOV, Nova Petrópolis, 2020.

– Faz parte da coordenação do Projeto “Cultura nas escolas”, ajudando na avaliação dos alunos participantes.

– Possui uma conta no Instagram (@gruporussotroyka), onde divulga os trabalhos do grupo de danças, da Organização de Jovens Compatriotas Russos no Brasil  e também da IOV.

– Membro-sócia do Piquete Tarumã – Cerro Largo (cultura gaúcha) e também integrante da Comissão Organizadora de Eventos da mesma entidade.

 

Vice – Presidente IOV Jovem Brasil

02 – Ketlyn Gabriele Cruz do Nascimento. 

Santa Catarina – SC

– Gaúcha de Passo Fundo. Mora em Itapema-SC. Bailarina, Dançarina e Declamadora.

– Cursa Turismo e Hospedagem no Instituto federal catarinense onde foi premiada  na Feira de Iniciação Científica e Extensão com a pesquisa “A cultura expressa por meio da dança: uma mostra do Festival Internacional de Etnias.”

–  Foi bailarina destaque no Santa Catarina Dança, contou sua história e trajetória na dança no Festival de Joinville.

– Dançarina Destaque no Festival de Vergara no Uruguai.

– Apresentadora oficial do Encontro Internacional de Etnias de Itapema e Barra Velha em SC. – –

– Apresentadora do Natal LUZ de Barra Velha -SC Dançarina há 15 anos.

 – Participou de festivais folclóricos em mais de 10 estados brasileiros, além de Paraguai, Uruguai e México.   Atualmente é membro da IOV Brasil

 

03 – Jeferson Balbino de Sousa

Rio Grande do Norte

Um apaixonado pelos estudos e pesquisas  da cultura potiguar e nordestina, residente no município de Passa e Fica, atualmente brincante da cultura popular na CIA de dança Macambirais.

Coordenador e coreógrafo do Grupo de projeções Folclóricas Raízes de ouro.

Participou de grande eventos culturas tal como:

– 1° edição do festival internacional de folclore do Ceará. 

– 42° e 45° Festival internacional de folclore de Nova Petrópolis,;

– 1° Encontro mundial de cultura popular de Olímpia.

– 52° Festival do Folclore de Olímpia.

– Roteiro cultural no alto sertão paraibano Rota do sol e nas edições do festival de cultura de passa e fica.

 

 

 

04 – Edgleison Vieira Rodrigues

Ceará – CE

Mora em Fortaleza – CE, é formado em Ciências Sociais, trabalha como articulador de juventudes na ONG Visao Mundial e é dançarino da Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES. Edgleison iniciou no mundo da dança ainda quando criança, mas ficou um tempo fora dos palcos. No entanto o amor pela cultura popular sempre esteve em seu coração, então ele retornou aos palcos no ano de 2014 e até então segue mostrando a linda cultura popular e folclórica brasileira em todos os palcos. Filiou -se em 2020 na IOV Brasil e atualmente compõe a comissão jovem da IOV Brasil, representando o estado do Ceará.

 

 

05 – Pâmela Virginia Silva da Rocha 

Ceará – CE     

Mora em Fortaleza – CE, formação ensino médio completo. Dançarina, coreografa e professora da turma de danças infantis da Companhia de Ritmos e Danças Populares – CORDAPES. Iniciou no mundo da dança aos 07 anos de idade em projetos sociais da comunidade do grande Jangurussu e hoje desenvolve trabalho voluntário no Conjunto Palmeiras, periferia de Fortaleza e sempre participando de festivais, fóruns e debates para o fortalecimento da nossa identidade cultural.
E com importância valorosa no carnaval de rua de Fortaleza, como rainha de bateria, maquiadora artística e brincantes ativa em várias agremiações.
Filiou -se em 2020 na IOV Brasil e atualmente compõe a comissão jovem da IOV Brasil, representando o estado do Ceará.

 

06 – Maria Luiza do Ó Ribeiro

Pará – PA

Cresci no meio artístico cultural, onde ainda pequena aprendi a valorizar todos os saberes e conhecimentos repassados pela minha família.

Desde pequena, passei a acompanhar o grupo com a minha família e a partir daí, comecei a dar os primeiros passos na dança estimulada pela minha mãe.

Com 13 anos comecei dançar no grupo  Parafolclórico Vaiangá.

Aos 16 anos iniciei a trajetória de ministrar oficinas de Danças junto com meus tios em escolas.

 Dancei em quadrilha como miss mulata.

Hoje sou uma das coordenadoras de ensaio do Grupo Vaiangá

Participei do Encontro de Etnias em Itapema – SC (2017),

Festival Rota do Sol – PB, (2017),

Festival de Etnias Barra Velha- SC,

Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis – RS (2019).

Atualmente estou Cursando graduação em Engenharia Mecânica e sou Filiada a IOV Brasil.

 

 

07 – João Victor Ribeiro do Nascimento   

Pará – PA

Cresci no meio artístico cultural , onde ainda pequeno aprendi a valorizar
todos os saberes e conhecimentos repassados pela minha família.

Ainda pequeno, já brincava com os instrumentos estimulado pelo meu avô e aos 11 anos de idade comecei a tocar instrumentos musicais percussivos como tambor, maracas, conga e outros e a partir daí passei a acompanhar minha família nas apresentações e viagens com o Conjunto de Carimbó Águia Negra e Grupo Parafolclórico Vaiangá.

Participei do Encontro de Etnias em Itapema/SC-2017, Festival Rota do Sol/SC-2017, Festival de
Etnias Barra Velha/SC, Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis/RS-2019.

Atualmente estou Cursando graduação em Ed. Física e Trabalhando como apoio no Projeto “Não deixe o Folclore Morrer” do Grupo Parafolclórico Vaiangá e sou Filiado a IOV BRASIL  ( Organização Mundial de Folclore ).

 

 

    IOV Brasil  – Criando o futuro para preservar o passado.