EnglishPortugueseSpanish

Mestres Imortais IOV.

IOV  –  ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DE FOLCLORE E ARTES POPULARES

 

NOTÍCIAS  JORNAL DE  ALAGOAS

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo

Segunda, 21 Setembro 2020

 

Artesã Vânia de Oliveira é declarada Mestra Imortal do Brasil

Reconhecida por seu trabalho, agora ela pertence a Galeria dos Imortais da Cultura Brasileira

Texto de Letícia Cardoso

Com o colorido do chapéu de guerreiro, há 38 anos a Mestra Artesã e Patrimônio Vivo de Alagoas, Vânia de Oliveira, marca a história artesanal local referenciando o folguedo e fortalecendo a profissão.

Em mais um reconhecimento, ela acaba de receber um importante título: agora é Mestre Imortal do Brasil. O mérito foi dado pela primeira vez no país pela Organização Internacional de Folclore e Artes Populares (IOV World) – filiada à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) – pelo trabalho desempenhado por Vânia ao longo dos anos. 

“Recebi a notícia com muita surpresa. Fiquei orgulhosa e honrada em ter sido escolhida na primeira vez que foi decidido realizar essa homenagem no país. Agora, me sinto ainda com mais responsabilidade em lutar sempre pelo maior reconhecimento do artesanato alagoano e divulgar a nossa cultura”, expõe a agora Mestra Imortal.”

O título passou a ser entregue no Brasil, para artesãos, apenas em 2020, mas já acontece em outros segmentos desde o século XX – como os da Academia Brasileira de Letras, por exemplo. Isso significa que, agora, a alagoana Vânia de Oliveira passa a pertencer a Galeria dos Imortais da Cultura Brasileira. 

“A Mestra é reconhecida pelo público e tem uma história de dedicação pela arte. Por isso ela foi escolhida para receber este título, um projeto oficial da IOV. Assim, criamos um futuro para preservar o passado”, pontua Clerton Vieira, presidente da IOV Brasil. Junto à alagoana,

Mestre Almeida, do Ceará, também foi homenageado. 

O trabalho dos artesãos em Alagoas é difundido e promovido pelo programa Alagoas Feita à Mão, do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur). O objetivo é criar ações que contribuam para a geração de renda e qualidade de vida dos artistas locais. As principais atividades são focadas nas participações de feiras e eventos nacionais, divulgação do catálogo comercial do artesanato alagoano e mapeamento e identificação das oficinas dos artesãos.

 

Sobre o Título (Homenagem)

O principal objetivo da indicação é, de maneira simplificada e acessível, RECONHECER, VALORIZAR e IMORTALIZAR a atuação dos mestres da cultura popular, responsáveis pela transmissão e perpetuação de saberes, celebrações e formas de expressão que compõem o patrimônio cultural imaterial e material de nosso país.

Justificativa da Indicação e Nomeação

Selecionar mestres e imortalizá-los através da IOV Brasil, é uma forma de legitimar, identificar e salvaguardar saberes, celebrações e formas de expressões portadoras de referência à identidade, à história e à memória de grupos formadores da identidade nacional.

Conceito de Mestre da Cultura Popular

Qualquer pessoa que seja herdeira dos saberes da cultura popular, que detenha notório conhecimento, longa permanência na atividade e que seja reconhecida por sua própria comunidade como referência na transmissão de saberes, celebrações e/ou formas de expressões da tradição popular em suas diversas manifestações, tais como:

a) Artes da cura;

b) Medicina popular;

c) Manejo, plantio e coleta de recursos naturais;

d) Culinária tradicional;

e) Jogos e brincadeiras;

f) Contação de histórias e outras narrativas orais;

g) Poesia e literatura popular;

h) Músicas, cantos e danças;

I) Rituais, festejos e celebrações;

j) Artes e artesanato;

k) Ofícios, saberes, técnicas ou “modos de fazer”;

l) Outras manifestações culturais que, pelo poder da palavra, da imagem, da oralidade, da corporeidade e da vivência, aprende, ensina e torna-se a memória viva e afetiva da tradição popular, transmitindo saberes e fazeres de geração a geração, garantindo a ancestralidade e identidade de sua comunidade.

Forma de Indicação

As indicações serão feitas pelos membros representantes da IOV Brasil de cada estado, para que a mesma seja validada, deverão apresentar a descrição da prática cultural, anexando material (audiovisual, escrito, etc.) que demonstre a representatividade do mestre.

O Título

O mestre Imortal da IOV Brasil, ocupará local de honra, reuniões e solenidades da IOV Brasil.

O título de mestre é vitalício, concedendo aos seus indicados reconhecimento e divulgação de seus saberes.

Os mestres outorgados pela IOV Brasil passarão a ter os seus Títulos divulgados através dos veículos de comunicação da organização.

Avaliação das indicações

O processo de indicação dos mestres será realizado pela Comissão de Avaliação e Habilitação composta por 7 (sete) membros, sendo 5 (cinco) membros da IOV Brasil e 2 (dois) membros da sociedade civil, que será constituída no momento da avaliação das indicações.

Os membros da Comissão de Avaliação e Habilitação, bem como seus cônjuges, companheiros ou parentes, não poderão ser indicados. Serão lavradas atas relatando todas as reuniões da comissão.

Disposições Gerais

É de responsabilidade da Comissão de Avaliação e Habilitação da IOV Brasil o acompanhamento de todo o processo para a validação da homenagem.

O responsável pela indicação do mestre responde pela veracidade das informações encaminhadas, isentando a IOV Brasil e a comissão de Avaliação e Habilitação de qualquer responsabilidade ou equívoco.

Os casos omissos serão resolvidos pela comissão.