EnglishPortugueseSpanish

Diretoria IOV Secção Brasil

IOV  –  ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DE FOLCLORE E ARTES POPULARES

 

  • SOMOS  a  MAIOR organização de  artes populares  do MUNDO  com a missão de ESTUDAR E  divulgar  a ciência do folclore. 

A nova diretoria da IOV  no Brasil assumiu com um sonho de fazer com que   o povo brasileiro e principalmente a juventude  deste país  continue com o mais alto orgulho das suas crenças e tradições.

DIRETORA EXECUTIVA IOV SECÇÃO BRASIL:

 

                     PRESIDENTE:   

Antonio Clerton Vieira da Silva

São Paulo – SP.                                                                       

O professor, produtor e gestor de cultura popular Clerton Vieira, nasceu na cidade de Fortaleza, estado do Ceará, e reside na cidade de São Paulo – Brasil desde 2001.

– Formado em pedagogia e com uma segunda graduação em Hotelaria e Eventos (UNIESP) e pós-graduado em Psicopedagogia (UNIFAI).

Foi vice – presidente e secretário nacional do IOV-BRASIL, Organização Internacional de Folclore e Artes Populares (2010/2012).

– Foi presidente do Comitê de Festivais CIOFF Brasil – Conselho Internacional de Festivais de Folclore e Artes Tradicionais.

– Dirigiu grupos de danças folclóricas em São Paulo, entre eles o Grupo Raízes da ACM – Associação Cristã de Rapazes.

– Ex-bailarino do Grupo de Tradições Cearenses. (Balé Folclórico)

– Em 2005,  foi premiado entre os vinte melhores coreógrafos da cidade de São Paulo. através  da ENDA – Encontro Nacional de Dança e SINDDANCE – Sindicato da Dança. Com a coreografia; “Nessa encarnação eu nasci manga.”

·         Jurado de carnaval no estado de São Paulo pela FESEC – Federeção Estadual das Escolas de Samba de São Paulo e pea UESP – União das Escolas de Samba de São Paulo.

·         Ex professor (oficineiro) de Arte e Cultura nas Secretárias de Educação e Cultura do Estado e no Municiío de São Paulo.

– Coordenou o Ballet Folclórico Filhos do Sol em Fortaleza / Ceará (1994 a 2001)

 

 

                                 VICE-PRESIDENTE: 

Lairton dos Santos Guedes

Ceará – CE.                                                           

Graduado em Educação Física (1990) Escola Superior de Educação Física- UPE.

 Graduado em Fisioterapia (1996) Universidade de Fortaleza (UNIFOR).

 Pós-graduado em Arte Educação e Cultura Popular (2013) pela Faculdade de Tecnologia Darcy Ribeiro.

TITULAÇÃO: Titulo de Cidadão de Fortaleza entregue pela Câmara Municipal de Fortaleza (2017)

– Fundador e Diretor da Cia de Danças Populares Txai (1999).

– Presidente da Associação Txai Cultura e Arte/ Ponto de Cultura (2012).

– Membro da Comissão Cearense de Folclore (Função de Secretário Adjunto no período de 2011-2013).

– Membro da IOV- Organização Internacional de Festivais Folclóricos e Artes Populares desde (2010).

– Coordenador do Fórum Cearense de Cultura Popular Tradicional desde 2016.

– Conselheiro Municipal de Política Cultural (CMPC) como Membro Titular da Cultura Tradicional e Popular – gestão no biênio 2017/2018 e 2019/2020.

– É membro e Vice-presidente da IOV Secção Brasil – Organização Internacional de Folclore e Artes Populares;  Registro –  4359.

 

 

                                SECRETÁRIA GERAL: 

Silvia Maria Lima Ferreira  

São Paulo – SP.                                                        

Pedagoga, Pesquisadora, Cinéfila e  restauradora de livros e documentos. Nascida em São Luis do Maranhão, atua lmente reside na cidade de São Paulo. Participa de atividades culturais relacionadas a leitura, cinema e arte.

–   Realiza pesquisas independentes sobre cinema e literatura, busca através desses estudos alicerçar seus objetivos frente a cultura e ao aprendizado em geral.

– É membro do “Complexus” um núcleo de estudos da Complexidade da Pontifícia Universidade Católica (PUC- SP) que visa estudar o homem como ser biológico e cultural

– Atuante no voluntariado do terceiro setor participa de um projeto de “escuta” na ONG Clube de mães do Brasil, que atende pessoas em situação de rua e socialmente vulneráveis.

– Teve o seu primeiro contato com a IOV Brasil em 2017 no Festival Internacional de folclore e Turismo de São Luis- MA.

– Em 2018 tornou-se membro oficial da IOV Brasil e participar daorganizaçãol junto aos demais membros, a fim de somar esforços, divulgar o nome e a finalidade da Instituição no intuito de que mais pessoas possam se tornar membros, fortalecendo assim a divulgação e preservação do Folclore e suas diversas manifestações culturais.

– Atualmente é a Secretária Executiva da IOV Secção Brasil – Registro: 10205.

 

 

                                                DIRETOR FINANCEIRO:

 Anderson Aparecido de Freitas  Pinheiro

São Paulo – SP.                                  

Músico e professor. Aprendeu a tocar violino e violão ainda na infância. Aos 15  anos de idade  já dava  aulas de músicas e  até os dias atuais continua na profissão.

– É graduado em Arte pela Universidade Guarulhos  / São Paulo e pós-graduado em Educação Musical  (Faculdade Paulista de Arte).

– Foi aluno  do conservatório Municipal de Música de Guarulhos /São Paulo e  da  Escola de Música do Estado de São Paulo –  EMESP.

– Foi solista  de violino em orquestras de São Paulo se apresentando em grandes teatros  na cidade de Sala São Paulo.

– Se apresentou em Portugal e Argentina  apresentando e divulgando  a cultura brasileira.

– Atualmente leciona com aulas de música  via  (online) para  alunos de todas  as faixas de idades.  Toca rabeca é cantor, compositor coordena um grupo musical e teve uma de suas canções premiadas no 24º Festival de Música Julina de São José do Paraitinga – são Paulo.

–  Na área educacional, é regente e professor  de flauta,  violino , canto coral e teoria musical  para crianças e adolescentes..

É  Membro e o atual presidente da Comissão Mundial Jovem IOV  -Organização Internacional de Folclore e Artes Populares. – Registro – 10156.

 

 

                            1ª  CONSELHEIRA:   

Luziana Amaral Jukosk

Rio Grande do Sul – RS.                                                        

Formada em Dança pela ULBRA – (Canoas).

  • Pós-Graduada: Gestão Organização e Supervisão Escolar – (UNOPAR)
  • Produtora Cultural do Estado do Rio Grande do Sul.
  • Titular do Conselho Municipal de Política Cultural de Butiá.
  • Técnica em Administração.
  • Formada no Curso Profissionalizante Estilismo e Figurinista (SESI-SENAI).
  • Membro da IOV – Secção Brasil – Registro número 10083

Professora de Danças: Iniciou as atividades em 1972, como integrante dos grupos de Tradição Folclórica no Centro de Tradições Gaúchas Saudades do Pago em Butiá-RS – Coreógrafa de diversos grupos elaborando trabalhos de Folclores de Projeção, Danças de Salão e Danças de Imigração.

Foi bailarina do Grupo Folclórico de Cultura Nativa “OS MUURIPÁS” de Porto Alegre – RS; Coreógrafa do Instituto Cultural Raízes de Taquari; Grupo Herança – Luso, Descente e Folclore Internacional, Montenegro – RS; Grupo Folclórico “OS TIARAJÚS” da Cidade de Triunfo – RS; Instrutora de Danças Tradicionais Gaúchas em várias Entidades Tradicionalistas no Rio Grande do Sul.

Presidente, coreógrafa da ASSOCIAÇÃO DE ARTE, EDUCAÇÃO E CULTURA “UNIVERSO EM DANÇA”.

Pesquisadora de folclore: (destaque para pesquisa e criação da Pilcha Alternativa para atividades campeiras para a Prenda. Trabalho com o Tradicionalista Fermino Peixoto (in memorian).

Presidente da Comissão de Festivais e Práticas  –  IOV Brasil – Registro: 10083.

 

 

             2ª  CONSELHEIRA:     

Morgana Neumann

Rio Grande do Sul – RS.                                                              

– Bióloga
– Mestranda em Engenharia e Ciências Ambientais
– Dançarina do Böhmerlandtanzgruppe 
– Coordenadora da categoria juvenil do Böhmerlandtanzgruppe
– Integrante da comissão organizadora do Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis

 

 

 

 

 

 

                          3º CONSELHEIRO:         

Bruno Jorge Barbosa de Oliveira

Pará – PA.                                                       

Graduado em Artes Plásticas  – (Universidade: UFPA)

  • Especialista em Gestão Educacional e Projetos
  • Especialista em Ensino de Artes: técnicas e procedimentos

– Arte educador na rede pública e particular de ensino. Professor efetivo da prefeitura Municipal de Cametá/PA, desenvolvendo projetos artísticos com jovens e adultos, com o propósito de valorização da arte e cultura popular local.

– Atua também como dançarino, ator, artista plástico, figurinista, cenógrafo, diretor teatral, artista circense, ceramista, produtor de eventos culturais e pesquisador.

– Atualmente é integrante do Grupo Para-folclórico Asa Branca.

– É membro da IOV Brasil desde fevereiro de 2020 – Registro –  20017;

 

 

       ASSESSOR JURÍDICO:

 

 

 

Mensagem:

A nossa força junto a IOV Brrasil é por incrível que possa parecer extremamente poderosa.

A  IOV Secção Brasil tem o propósito de unir todos os membros, filiados…  Assim teremos força para discutirmos projetos de trabalhos e incentivos que enalteçam os artistas de todas as categorias e gêneros da cultura popular brasileira com muita dignidade, atingindo todas as fronteiras de norte e sul do nosso Brasil.  (Clerton Vieira)

 

 

AMIGOS(AS) DA IOV BRASIL

É imprescindível estar sempre bem informado, acompanhando não apenas as informações de mudanças que acontecem na IOV Brasil, mas também poder participar das decisões que envolvam a equipe de filiados nos aspectos legais e normativos.

Participe, busque o conhecimento.

Competência profissional, aprimoramento constante, respeito às pessoas, confidencialidade, privacidade, tolerância, flexibilidade, fidelidade, envolvimento, afetividade, correção de conduta, boas maneiras, relações de boas amizades com as pessoas, responsabilidade, corresponder à confiança que é depositada em você.

O destino e o crescimento da IOV no  Brasil estar em nossas mãos. Se  somos livres voluntários, não podemos nos tornar escravos das decisões alheias. Se não fomos culpados pelos erros do passado, somos responsáveis pelos acertos do futuro.

Repetimos que basta confrontar o que nos cerca para importar-se o espírito a certeza de que a natureza é transformada pelo homem para satisfação de seus fins. Sobre uma ordem de coisas naturalmente dadas, o homem constitui um segundo mundo, que é o mundo da cultura.

Cultura e Arte Popular, este era o ponto onde queremos chegar. Sem sombra de dúvidas, somos uma equipe de voluntários   ainda pacata. Não nos importamos quando não somos atendidos em nossos anseios, nossa preguiça prevalece sobre os nossos desejos. Mas além de pacatos, somos amistosos, gostamos de fazer um trabalho em que o artista popular  seja sempre o maior beneficiado e prestigiado. O trabalho realizado por todos os membros filiados da IOV Brasil sempre tem um resultado positivo porque são executados em clima de harmonia e paz e acima de tudo sem nenhum fim lucrativo para a organização.

Acredito que cidadão  ou a cidadã que é artista popular, é aquela pessoa  preocupada com a sua arte para as futuras gerações. Acontece que, para isso, devemos nos comprometer, e esta palavra só em escrever já traz consigo o medo, pois nós, brasileiros, não gostamos de nos comprometer, queremos todos os nossos “direitos” desde que outra pessoa brigue por nós.

Se algo está errado, culpamos a outra pessoa, ou seja,o presidente, a sogra, o cunhado, o pai a mãe, etc… Mas nunca nos culpamos, pois somos pessoas maravilhosas e não erramos, não é mesmo?

Parece que andamos em uma fila indiana e carregamos nossas virtudes à nossa frente e nossos defeitos atrás. Assim, conseguimos apenas ver nossas qualidades e, se olharmos para  a frente veremos apenas os defeitos de nosso semelhante. Todos nós temos plena capacidade para fazer a IOV Brasil crescer no nosso país, desde que para isso lutemos. Para que isso efetivamente aconteça, devemos mudar nossas atitudes, nossa maneira de enfrentar as adversidades, temos que tomar coragem e chamar a responsabilidade para cada um de nós, pois muitos de nós nada fazemos, apenas aceitamos, ficamos calados ou concordamos com tudo. Se somos parte de uma Organização de arte e cultura popular, temos o dever e a responsabilidade de optar, cobrar, questionar, auxiliar, atuar, e ser um artista da vida.

A IOV Brasil é formada por nós! Somos os responsáveis (por vezes

irresponsáveis)  pelo que acontece com ela. Com toda a certeza não conseguiremos mudar uma Organização do dia para a noite, mas devemos começar pela nossa participação e atitude de  membro / filiado voluntário. Vamos colocar um basta nessa história de que “decisão não é comigo”, “não gosto de me meter”. “não quero bater de frente com a autoridade maior.” Pensando assim, perdemos a oportunidade de uma chance de participar e colaborar para o crescimento da  IOV.

Essa   renovação da IOV Brasil    objetiva   uma descentralização para uma melhor qualidade nas ações,  projetos e trabalhos. Para termos uma diretoria participativa, aberta, democrática e sem imperialismo. Caso contrário, continuará tudo a mesma coisa dos anos passados.

É fundamental observar que, a atividade voluntária terá sempre um comprometimento com o exercício profissional, como  se este fosse remunerado.

Se a atividade é voluntária é eticamente adequado que esta seja realizada da mesma forma como faz tudo que é importante em sua vida.

A  IOV  Brasil tem o propósito de unir todos os membros.  Assim teremos força para discutirmos projetos de trabalhos e incentivos que enalteçam os artistas de todas as categorias e gêneros da cultura popular brasileira com muita dignidade, atingindo todas as fronteiras de norte e sul do nosso Brasil. 

Juntos somos mais fortes!

 

Clerton Vieira

Presidente IOV Secção Brasil

Mat. 4331